Archive for maio \26\UTC 2008

olhar para os meus joelhos

maio 26, 2008

e ver eles nesse estado de novo… diversão! foi bom lembrar o pq. o pq continuar. o pq eu não sirvo pra mais nada no mundo a não ser entreter a massa. as coisas tão saindo devagar, e isso me irrita um pouco. e qdo eu tô irritada ao ponto de deixar pra lá, eu subo num palco, destruo meus joelhos, e eu vejo na cara das pessoas que eu tô no lugar certo. e minhas resoluções internas nao pararam por aí. eu lidei com meu passado e agora de forma saudável. reclamei o que é meu. e descobri que não era necessario. nunca conseguiram tirar isso de mim. estou feliz. animada. pronta pra outra. e decidida.

pois é

maio 9, 2008

eu assisto o verão da janela. assistindo séries, escrevendo bobeiras inteligentes que surgem depois do meu livro guru. meu livro guru é bilingue. e eu sei que parece estranho. mas eu nunca nem terminei de lê-lo, e só abro ele de vez em quando , e toda vez que eu abro, eu acho uma liçãozinha de moral de um drogadão de 150 anos atras. é absurdo como esse livro fala comigo. por isso eu decidi mante-lo em segredo. não e um grannnnde segredo. mas como eu nunca consigo guardar nada pra mim, dessa vez eu vou. só pra ser especial. e nenhum idiota estragar isso.

deixe me ver…. eu posso contar outras coisas! tipo a minha flatmate e sua lei de gerson, e meu namorado bonzinho que se eu não to por perto é manipulado pela bruxa. ela é colombiana, e poderia muito bem entender isso. tomara que ela leia. e entenda. (passado o momento adolescência, continuemos) .

vou voltar a falar de livros. comprei alguns livros semana passada, pela internet pq meu cartao agonizou ate a morte apos um ataque da acetona que estava inconformada por eu ter perdido sua tampa. pois é. a garota que fazia letras nao ta muito deep na literatura salvo irmãos karamazov ( somente 5 paginas por dia, pq este e um livro para ser apreciado , não devorado) e o livro secreto. mas eu vou me sentir muito envergonhada se da proxima vez que eu voltar pra paris eu não ter passado da parte do ça va? moi aussi , dormi bien, abatjour, daft punk, tecktonik. (pausa para o parabéns alto porém boring na casa do vizinho, não da pra concentrar com isso) ————

voltei. comprei. TEACH YOURSELF FRENCH, livro com 2 cds de audio para perfeita pronuncia (desnecessário pq eu tenho um francês dentro dum táxi chegando em casa em meia hora) e o outro livro não e exatamente pra mim. mas para meu proveito. afinal. em dias que eu to assim… meio burra, eu simplesmente preciso retornar `a língua materna da pátria amada, esculhambada, com padre voador, klb sem papagaio, brothers of brazil, que mais acontece aí? então comprei também TEACH YOURSELF BRAZILIAN PORTUGUESE. brazilian portuguese, claro. eu aprendi inglês tabajara (não se iluda, não existe inglês britânico ou americano no brasil e sotaque de brasileiro é o mais nojento de todos), mas teoricamente americanizado, e até hoje eu me fodo pra enteder cockney. eu tenho até uma amiga autênticamente cockney, east london pride e tudo, e eu fui no pic nic dela com os outros amigos outros cockney , antes de terceira cerveja, tudo era um mistério… graças a deus, cerveja e o melhor babelfish ja inventado no mundo. enfim. eu quero que ele aprenda brasileiro (sem ofensa ao português tradicionalmente mais belo e requintado que é o português europeu), pq é com meu padastro mineiro com aquele sotaque que eu amo que ele vai conversar, ou com o meu cachorro, e meu cachorro não vai entender nada se ele usar a segunda pessoa do singular tu. enfim. não vou me dar ao trabalho de concluir, pq o livro misterioso tá olhando pra mim de novo. vou lá.

flor

maio 3, 2008

sabe qdo vc se identifica com um texto super íntimo de alguém que você malemal conhece?

aconteceu. e eu me senti mal. eu sei. ah eu sei. e as notícias, fofocas, intrigas depois, voce nao sabe se é alívio ou revolta. alivia a culpa. mas mancha um passado imaculadamente rotulado de feliz.

um dia eu te vi, e foi depois daquele incidente idiota, pequeno e impensado mas que obviamente te emputeceu. e eu te vi, e olhei nos teus olhos e queria pedir desculpas.

eu nem te conheco.

mas eu me importei. e obviamente os teus olhos não me convidaram a pedir desculpas. e eu nao me atrevi.

então agora oficialmente no meu blog que você nunca vai ler. desculpas. mesmo.

pra aprender a não ser mais idiota

maio 3, 2008

quis ser educada, a vaca se aproveitou e tirou vantagem mais uma vez. e vc? vc se fudeu. de novo.

tudo que vai volta.

quem semeia vento colhe temporal.

ri, por último quem ri melhor.

sabedoria popular me acalma nesses momentos. no fim das contas. eu fiz um amigo.

ontem meu namorado entrevistava o menino. dj dos bons. aí o dj fala: mas quem é a do cabelo preto?? minha namorada. ahhhh merda. hahah pq? ah, esquece, está tudo acabado. eu sei que foi ótimo pro meu ego ser uma das 2 meninas (uma feia e uma bonita, adivinha qual era a bonita? ahn?? ahn??) numa mesa de 20 caras.

agora lá vou eu pra Little Venice. (sim, isso existe aqui)