existe o sonho.

existe a realidade.

existem as possibilidades.

existem as razões.

cá entre nós, esse seu desespero te entrega.

hoje lembrei.

ele tá aí. eu to aqui. patinando no gelo. comprando luminária, torrada do elvis (será?), vivendo uma vida de mulher casada. nada mais sei sobre uma cama vazia. nada mais sei sobre jantar sem companhia. nada mais sei sobre se sentir solitária. nada mais sei, além do que agora me cabe. eu me pergunto é claro. será o brasil um país tão marcante a ponto de levantar defuntos em pleno dia dos mortos? esse era um dia sobre as coisas e pessoas que cessaram de existir um dia. mas mais nasceram do que morreram, dentro de mim, pelo menos. onde importa. enfim. nao to a fim de ser coerente hoje. nao to a fim de corrigir esse texto. nao to a fim de repensar sobre isso, pq isso tem me consumido. o caranguejo ronca pacificamente, certo de que é amado. o leao vive um momento faustao nostalgia, eu sabia, muito mudou, mas nunca passou. pra ser sincera, tinha esquecido que sabia. o rato se ilude, come as proprias mentiras. a cachorra tem sono, mas esqueceu de dormir. nao tem duvida, mas tinha uma pergunta.

enfim. e tarde.

Anúncios

Uma resposta to “”

  1. aninha Says:

    marina, escreve um livro. sério.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: